Acompanhamento do tratamento quimioterápico do Osteossarcoma por imagem infravermelha

  • Michel Araujo Liga Contra o Câncer
  • Marcos Leal Brioschi

Resumo

Os tumores ósseos primários malignos são doenças raras, sendo o mais frequente o osteossarcoma. O diagnóstico é feito por exames de imagem e anatomopatológico, sendo tratado em três etapas (quimioterapia pré-cirúrgica, cirurgia e quimioterapia pós-cirúrgica). O mais relevante para o prognóstico a resposta tumoral à quimioterapia. O objetivo deste estudo foi avaliar a evolução do tratamento quimioterápico de pacientes com tumor ósseo por meio das imagens térmicas. Foi realizado um estudo prospectivo observacional com 04 pacientes (3 do gênero masculino e 1 do gênero feminino) com tumor ósseo maligno primário (Osteossarcoma). Os resultados mostram que o comportamento térmico coincidiu com a melhora clínica dos pacientes no decorrer do tratamento, com relação a dor e calor local. Pode-se concluir que a termografia por infravermelho é um exame de imagem funcional indolor, sem radiação e sem riscos que pode ser utilizado como mais uma ferramenta no acompanhamento da resposta tumoral ao tratamento quimioterápico.


 

Publicado
Nov 8, 2021
Como Citar
ARAUJO, Michel; BRIOSCHI, Marcos Leal. Acompanhamento do tratamento quimioterápico do Osteossarcoma por imagem infravermelha. Pan American Journal of Medical Thermology, [S.l.], v. 7, p. 002, nov. 2021. ISSN 2358-4696. Disponível em: <https://abraterm.com.br/revista/index.php/PAJMT/article/view/101>. Acesso em: 01 dez. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.18073/pajmt.2020.7.002.
Seção
Artigos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es).

1 2 > >>