Risco de Acidente Vascular Encefálico: avaliação pela termografia cutânea por radiação infravermelha

  • Edmar Batista dos Santos Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE)
  • Carlo Bonasso Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE)
  • Luciane Fachin Balbinot Pós Graduação em Termologia Clínica e Termografia- HC-FMUSP
  • Marcos Leal Brioschi Pós Graduação em Termologia Clínica e Termografia- HC-FMUSP
  • Henrique Tria Bianco Setor de Lípides, Aterosclerose e Biologia Vascu lar.Disciplina de Cardiologia - UNIFESP/EPM
  • José Joaquim Fernandes Raposo Filho Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE)

Resumo

O acidente vascular encefálico (AVE) assim como outras doenças cardiovasculares mantem relação com disfunção endotelial e o risco futuro é normalmente avaliado pelo escore de Framingham para AVE (EF-AVE). O objetivo deste estudo é avaliar se a termografia cutânea por radiação infravermelha é capaz de avaliar o risco de AVE utilizando o fenômeno de isquemia-reperfusão como modelo de avaliação da função endotelial. Materiais e métodos: Avaliamos 55 pacientes ambulatoriais através de delineamento transversal analítico. Foram submetidos ao EF-AVE e a termografia cutânea das falanges distais das palmas das mãos direita e esquerda antes, durante e após manobra de compressão supra-sistólica do braço por 5 minutos. Resultados: Houve significância estatística de todas as variáveis térmicas. O EF-AVE aumentou 1,14% a cada ponto na taxa de isquemia máxima e 1,18% a cada ponto na Tar. A reatividade neurovascular alterada foi capaz de distinguir aqueles com maior risco de AVE (4,9 contra 8,8 com p = 0,02). Conclusão: A termografia cutânea com radiação infravermelha mostrou boa correlação com o EF-AVE em 10 anos. Este resultado sugere que o método poderá ser utilizado no futuro para estratificação do risco de AVE.

Publicado
Jul 28, 2014
Como Citar
DOS SANTOS, Edmar Batista et al. Risco de Acidente Vascular Encefálico: avaliação pela termografia cutânea por radiação infravermelha. Pan American Journal of Medical Thermology, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 23-30, jul. 2014. ISSN 2358-4696. Disponível em: <https://abraterm.com.br/revista/index.php/PAJMT/article/view/1>. Acesso em: 01 dez. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.18073/2358-4696/pajmt.v1n1p23-30.
Seção
Artigos

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es).